Fundação GDA vai complementar formação de advogados

A Fundação GDA assinou esta terça-feira, 10 de abril, um protocolo de colaboração com a Ordem dos Advogados, cuja finalidade é a de complementar a formação dos advogados em matéria de propriedade intelectual, na sua vertente de Direito de Autor e Direitos Conexos.

O projeto prevê a realização de cursos, com uma duração de três horas, ministrados pela Fundação GDA, através do seu corpo de formadores especializados naquelas áreas do Direito, nos sete conselhos regionais da Ordem dos Advogados – Porto, Coimbra, Lisboa, Évora, Açores e Madeira.

Esta iniciativa surge na sequência da convergência de interesses de ambas a organizações. Por um lado, o facto de uma parte significativa dos cursos de Direito não integrar nos seus curricula matérias relacionadas com a propriedade intelectual, torna essa formação contínua uma necessidade premente.

Por outro, a Fundação GDA entende que é também através da promoção de uma correta aplicação das leis, nomeadamente das que protegem o trabalho intelectual, que se defendem os direitos dos artistas. E que, por isso, uma sólida formação dos advogados em matéria de propriedade intelectual poderá contribuir para uma correta aplicação da legislação relacionada com a atividade artística.

O protocolo foi assinado nas instalações da Ordem dos Advogados, pelo bastonário, Guilherme Figueiredo e por Pedro Wallenstein e Teresa Oliveira, respetivamente, presidente do Conselho de Administração e administradora da Fundação GDA.

Durante a cerimónia ficou estabelecido que a assinatura deste protocolo poderá ir além da simples formação contínua de advogados e suscitar a reflexão conjunta em matéria de Direitos de Autor e Direitos Conexos.

O protocolo com a Ordem dos Advogados é mais um passo na consolidação do trabalho de divulgação e sensibilização que a Fundação GDA começou a desenvolver, em 2017, junto da comunidade artística, das suas organizações e das escolas artísticas e que agora se começa a alargar a outras instituições.

Para conhecer mais pormenores, consulte aqui o Protocolo.

Foto: O bastonário da Ordem dos Advogados, Guilherme Figueiredo (ao centro), Pedro Wallenstein e Teresa Oliveira, respetivamente presidente e administradora da Fundação GDA no momento da assinatura

 

Cooperadores da GDA têm acesso gratuito às Conferências PROfissionais do Westway Lab

A quinta edição do Westway Lab decorre, de 11 a 14 de abril, em Guimarães. Os cooperadores da GDA poderão solicitar acesso gratuito.

A edição deste ano será, segundo os seus promotores, a maior e mais ambiciosa de todas as realizadas até agora. Este ano, haverá um país convidado, a Áustria e os festival contará com mais palcos, mais áreas temáticas nas conferências PRO (Westway PRO, WHY Portugal, INES), um projeto de criação, city showcases, residências artísticas, talks e muitos concertos.

Ao longo de quatro dias, promove-se um encontro de público, artistas e figuras de relevo da indústria musical nacional e internacional. Tendo o Centro Cultural Vila Flor como base de operações, o festival alarga-se para diversos locais da cidade, passa por espaços culturais históricos e cosmopolitas, bem como bares e restaurantes.

O crescimento do Westway Lab resulta de uma evolução natural que conta com uma rede de parceiros nacionais e internacionais, que acreditam e investem no projeto. Entre esses parceiros, está a Fundação GDA que apoia o Westway PRO.

O Westway PRO nasceu há 5 anos com a primeira edição do Westway LAB Festival. Na altura, as suas conferências, coorganizadas em parceria com a AMAEI – Associação de Músicos Artistas e Editoras Independentes, afirmaram este evento de forma humilde como a mais pequena conferência profissional de música da Europa – mas sempre com excelentes oradores como Peter Jenner, keynote speaker da primeira edição.

Este ano, o Westway PRO conta com a presença de Peter Smidt, fundador do Eurosonic, a dar a keynote interview. Contudo as conferências não ficam por aí, triplicando-se no Palácio Vila Flor em 3 salas temáticas: Westway PRO, WHY Portugal Event e INES Sessions. O programa completo pode ser consultado aqui.

Os cooperadores da GDA poderão participar gratuitamente nas conferências PRO. Para isso, deverão enviar um e-mail para comunicacao@gda.pt, mencionando o nome e o número de cooperador.

Para informações sobre a programação completa, consulte o site do West Way Lab.

 

Artistas podem ter consultas no Gabinete Psicologia a preços acessíveis

Os artistas cooperadores da GDA, os seus colaboradores e os da Fundação GDA já podem beneficiar de consultas de psicologia a preços acessíveis, graças a um protocolo que acaba de ser assinado com o Gabinete  Psicologia. Este é mais um passo na concretização da missão do Departamento de Ação Social da Fundação GDA – a promoção do bem-estar físico, social e psíquico dos artistas – e o atingir de um objetivo relevante da sua política de intervenção social.

O protocolo assinado com o Gabinete Psicologia abrange, não apenas cooperadores da GDA, os funcionários desta e os da Fundação GDA, mas também os respetivos familiares, incluindo descendentes em primeiro grau e cônjuges ou equiparados. As profissões criativas estão entre as mais vulneráveis a patologias de índole psíquica (como a ansiedade ou a depressão), havendo estudos recentes efetuados nos Estados Unidos da América e na Europa que indicam que o risco neste grupo profissional é entre 7% a 9% superior ao de outros.

Ao abrigo do protocolo de cooperação, as pessoas abrangidas poderão receber consultas de psicologia e de psiquiatria ao preço de €25 por sessão. Estas, bem como exames e tratamentos, realizar-se-ão nas instalações do Gabinete de Psicologia, tanto em Lisboa (Avenida Elias Garcia, nº 137 – 1.º e 2.º Andar, 1050-099) como no Porto (Praça General Humberto Delgado, 309, Piso 4, Sala 7, 4000-288).

Constituído por uma equipa de especialistas nas várias vertentes de avaliação e intervenção psicológica, bem como na abordagem a crianças, adolescentes e adultos, o Gabinete de Psicologia dispõe de diversos serviços na área da psicologia e da psiquiatria.

Para beneficiar desses serviços, basta ligar diretamente para o Gabinete de Psicologia e marcar a consulta (telefones: 217 802 690 / 918 565 368, para Lisboa, e 913 354 900, para o Porto) e identificar-se, aquando das sessões, com o seu cartão de cooperador.

Candidaturas do concurso de Apoio a Bolsas de Qualificação e Especialização Artística 2018 a decorrer até 4 de maio

Este programa visa estimular a especialização, a formação contínua e a valorização profissional dos atores, bailarinos e músicos, e fomentar a progressão das respetivas carreiras profissionais, através do desenvolvimento de projetos de especialização académica, ações de formação em técnicas avançadas dos domínios artísticos envolvidos, ou programas de pesquisa e desenvolvimento teórico que contribuam para o desenvolvimento das artes e da cultura nacionais.

O montante total de apoios a distribuir é de € 120.000,00 (cento e vinte mil euros), estando o montante máximo de cada bolsa fixado num máximo de € 5.000,00 (cinco mil euros).

Serão consideradas prioritárias as despesas diretamente relacionadas com propinas, custos de admissão ou frequência das ações propostas nas candidaturas e despesas com seguros, materiais escolares ou de estudo obrigatórios.

Aconselha-se a leitura cuidada do Regulamento Geral de apoios 2018, assim como o Regulamento Específico do Programa de Apoio a Bolsas de Qualificação e Especialização Artística 2018 e o Aviso de Abertura antes do preenchimento da ficha de candidatura disponível no Portal do Artista.

© Imagem do workshop com Simon Meyer, frequentado por Catarina Miranda, apoiada no âmbito do Programa Apoio a Bolsas de Qualificação e Especialização Artística 2016.

Entrevista ao diretor-geral da Fundação GDA no Coffeepaste

Nesta entrevista conduzida por Carlos Custódio e captada pela objetiva de Pedro Mendes, Mário Carneiro falou sobre a intervenção da Fundação GDA em prol do desenvolvimento humano, cultural e social dos artistas interpretes e executantes, bem como da valorização e dignificação do trabalho e das suas carreiras. Mas não ficou por aí.

Em meia hora de conversa, houve espaço e tempo para muito mais, tendo sido abordando entre outros aspetos, a importância do trabalho dos artistas enquanto pilar do desenvolvimento social e económico do País.

Não perca. Veja aqui o vídeo

© Imagem: Coffeepaste

Candidaturas a apoio à circulação de espetáculos podem ser apresentadas até 20 de abril

Este programa de Apoio à Circulação de Espetáculos tem duas fases e tem como objetivo apoiar a apresentação pública de projetos de música, teatro e dança, em Portugal e no estrangeiro, tendo em vista a promoção a circulação de espetáculos e artistas, e favorecendo a divulgação e desenvolvimento da sua carreira profissional e artística.

Em 2018, o montante total de apoios a distribuir será de €120.000,00 (cento e vinte mil euros), a dividir pelas duas fases do concurso, sendo o valor máximo a atribuir por projeto €3.000,00 (três mil euros). A primeira fase de candidaturas a este apoio decorrerá até dia 20 de abril, estando a segunda agendada para entre 24 de setembro a 12 de outubro.

Aqui pode consultar o Regulamento Geral de Apoios para 2018, bem como o Aviso de Abertura e o Regulamento do Programa de Apoio à Circulação de Espetáculos 2018.

O formulário de candidatura e as respetivas instruções de preenchimento estarão disponíveis no Portal do Artista.

© Imagem: Espetáculo Solange, Uma Conversa de Cabeleireiro de Susana Madeira, apresentado no FITEI e apoiado no âmbito do Programa de Apoio à Circulação de Espetáculos 2016.

Concurso de Apoio à Circulação de Espetáculos abre a 2 de abril

O programa de Apoio à Circulação de Espetáculos visa apoiar a apresentação pública de projetos de música, teatro e dança, em Portugal e no estrangeiro, tendo em vista promover a circulação de espetáculos e artistas, e favorecer a divulgação e desenvolvimento da sua carreira profissional e artística.

Em 2018, o montante total de apoios a distribuir será de €120.000,00 (cento e vinte mil euros), a dividir pelas duas fases do concurso, sendo o valor máximo a atribuir por projeto €3.000,00 (três mil euros). A 1.ª fase de candidaturas a este apoio decorrerá de 2 a 20 de abril e a 2.ª fase terá lugar de 24 de setembro a 12 de outubro.

Disponíveis para consulta, encontram-se o Regulamento Geral de Apoios para 2018, bem como o Aviso de Abertura e o Regulamento do Programa de Apoio à Circulação de Espetáculos 2018.

O formulário de candidatura e as respetivas instruções de preenchimento estarão disponíveis nesta página a partir de 2 de abril.


© Imagem do projeto Que Difícil éser um Deus de John Romao, apresentado em Buenos Aires e apoiado no âmbito do programa de Apoio a Circulação de Espetáculos 2017.

Curtas-metragens

Programa de apoio à produção de curtas-metragens de ficção nacionais, tendo em vista promover e profissionalizar o trabalho realizado por artistas intérpretes nestas obras, favorecendo a divulgação e desenvolvimento da sua carreira profissional.