3.ª Edição do Curso de Gestão e Produção de Artes Performativas

A Fundação GDA promove a 3.ª edição do curso em Gestão e Produção de Artes Performativas, destinado a artistas intérpretes, cujos conteúdos traduzem uma visão operativa e pragmática desta área, permitindo o desenvolvimento de competências concretas de auto-produção de projectos artísticos.

Este curso pretende responder às mutações que têm ocorrido no sector cultural, nomeadamente quanto às suas condições de financiamento público e que têm sido catalisadoras de uma diversificação dos modos de criação, produção e difusão artísticas. Se, por um lado, o artista tem de ser cada vez mais capaz de dialogar com múltiplas formas de criação, diferentes media e espaços não convencionais, por outro lado, as formas de produção artística são também elas cada vez mais diversas.

A emergência de pequenas estruturas de produção independentes criou um contexto no qual os criadores têm oportunidade de desenvolver o seu trabalho sem depender de entidades de maior dimensão, muitas vezes pouco ágeis na materialização de projectos criativos não-convencionais. Identifica-se, entretanto, uma lacuna na generalidade da formação dos artistas: a da introdução aos mecanismos, técnicas e ferramentas de auto-produção, fundamentais para a capacitação dos actores, bailarinos e músicos no desenvolvimento do seu trabalho enquanto criadores e intérpretes.

Para facilitar a participação nesta formação, a Fundação GDA suporta a principal parcela dos custos da sua realização, garantindo preços de inscrição acessíveis.

Datas

4 de março a 8 de maio de 2017
Segundas-feiras, das 18h00 às 22h00
Sábados, das 9h30 às 13h30
(exceto dias 15 e 24 de abril e 1 de maio)

Local

Academia INATEL
Av. Rio de Janeiro 1700-330 Lisboa (Parque de Jogos 1º de Maio).

Destinatários

Actores, bailarinos e músicos

Formadores

Rui Catarino, Vânia Rodrigues, Cristina Passos, Bárbara Marto, Nuno Sousa e Silva

Ficha de inscrição

Clique aqui

Preçário

Normal: €75
Cooperador GDA: €50 | Para ser cooperador da GDA, clique aqui (pagamento único de inscrição: €25)
O pagamento deverá ser feito após o envio da ficha de inscrição e a confirmação de validação da mesma por parte da Fundação GDA.

Mais informações

Sobre os conteúdos do curso, as condições de acesso e os formadores (Pdf, 200Kb)
Clique aqui


Outras informações e esclarecimentos

Fundação GDA
Maria Amaro
Tel. 218 411 650
E-mail: maria.amaro@fundacaogda.pt

Candidaturas abertas para o programa de Apoio a Espetáculos de Teatro e Dança

As candidaturas para o programa de Apoio a Espetáculos de Teatro e Dança 2017 já se encontram abertas e decorrerão até 9 de Março. O preenchimento das candidaturas deverá ser feito a partir do Portal do Artista.
Clique aqui para aceder.

Todas as informações sobre este concurso estão disponíveis online.

Este programa visa apoiar a produção e apresentação pública de projetos nos domínios do teatro, da dança e dos cruzamentos disciplinares, atribuindo um apoio unitário no valor máximo de €7.500,00 (sete mil e quinhentos euros).

Os apoios concedidos no âmbito deste programa são atribuídos a título de comparticipação nas despesas ou encargos dos projetos. Serão consideradas prioritárias as despesas diretamente relacionadas com prestação do trabalho dos artistas intérpretes, nomeadamente cachets, deslocações, seguros, estadias, alimentação, bem como o registo e a fixação audiovisual do espetáculo. Todos espetáculos apoiados terão, obrigatoriamente, que estrear no prazo máximo de 12 meses a contar da data da notificação sobre a atribuição do apoio.

Pretende-se, deste modo, promover oportunidades para o desenvolvimento da atividade profissional dos atores e dos bailarinos, e dinamizar a oferta e a diversidade criativa nestas áreas aos públicos nacionais, prestigiando a carreira profissional dos artistas.

Aconselha-se a leitura cuidada do Regulamento Geral de apoios 2017, assim como o Regulamento Específico do Programa de Apoio a Espetáculos de Teatro e Dança 2017 antes do preenchimento da ficha de candidatura. Esta está disponível no Portal do Artista, uma plataforma eletrónica desenvolvida para promover a relação dos artistas com os programas de apoio à criação e valorização artística desenvolvidos pela Fundação.

© Joana Patita – Imagem do projeto “Espiões” de Filipa Francisco com Francisco Camacho, Miguel Pereira e Sílvia Real, apoiado no âmbito do concurso de Apoio de Espetáculos de Teatro e Dança 2016.

Fundação GDA lança o Portal do Artista

A Fundação GDA anuncia o lançamento do Portal do Artista, uma plataforma eletrónica desenvolvida para promover a relação dos artistas com os programas de apoio à criação e valorização artística desenvolvidos pela Fundação. Pretende-se, nomeadamente, facilitar o acesso e a candidatura aos concursos existentes, e garantir formas de comunicação mais eficientes com os candidatos, através da simplificação dos procedimentos burocráticos e da criação de um histórico das interações com a Fundação, o qual passará a estar à disposição de cada um.

Este projeto enquadra-se na missão da Fundação GDA a favor dos artistas portugueses, através da criação de mecanismos que estimulam a proximidade e facilitam o relacionamento com a Fundação, que asseguram uma informação mais eficiente e rigorosa e que apontam novas linhas de desenvolvimento e de trabalho para o futuro.

A entrada em funcionamento do Portal do Artista coincide com a abertura do Concurso de Apoio a Espetáculos de Teatro e Dança, um programa que visa apoiar a produção e apresentação pública de projetos nos domínios do teatro, da dança e dos cruzamentos disciplinares, tendo em vista promover oportunidades para o desenvolvimento da atividade profissional dos atores e dos bailarinos, e dinamizar a oferta e a diversidade criativa nestas áreas aos públicos nacionais, prestigiando a carreira profissional dos artistas.

Num processo de desenvolvimento gradual, estamos certos que futuramente o portal será o veículo privilegiado de interação com a Fundação para a grande maioria das suas atividades. De momento servirá sobretudo para aqueles que pretendem apresentar candidaturas aos concursos em vigor e, dentro de pouco tempo, para servir todos os apoios na área da Ação Cultural. O processo será depois alargado às áreas da Formação e Desenvolvimento e da Ação Social.

Novos protocolos para os cooperadores da GDA e os seus familiares

O departamento de Ação Social da Fundação GDA, na prossecução da promoção do bem-estar físico, psíquico e social dos artistas cooperadores e dos seus familiares, inicia o ano de 2017 com a oficialização de três novos protocolos relacionados com as áreas do desenvolvimento infantil, da formação e desenvolvimento e dos serviços de apoio domiciliário.

A parceria estabelecida com o Gymboree, aposta num espaço onde as crianças podem usufruir de atividades adequadas às suas idades que as ajudam a desenvolver as capacidades cognitivas, físicas e sociais enquanto brincam. Os programas do Gymboree são reconhecidos pela sua abordagem de envolvimento dos pais que estimula a participação ativa e a compreensão da fase de desenvolvimento da criança. Ao abrigo deste protocolo, os descendentes dos artistas cooperadores da GDA beneficiam da oferta de uma aula experimental gratuita, da oferta da taxa de inscrição, da oferta de duas mensalidades pelo preço de uma no ato de inscrição, de 10% de desconto nas mensalidades e nas festas de aniversário e de 5% de desconto nos campos de férias. Para mais informações sobre o Gymboree, clique aqui.

Os Ginásios de Educação Da Vinci baseiam os seus serviços no apoio escolar, nomeadamente através de explicações e do estudo acompanhado dirigido a todos os graus de ensino, desde o 1.º ciclo até ao ensino superior. O conceito multisserviços de educação contempla, ainda, outros serviços de psicologia e psicopedagogia, atividades de ocupação de tempos livres, formação profissional, ateliês e workshops. Ao abrigo deste protocolo, os artistas cooperadores da GDA e seus familiares beneficiam da oferta de um voucher para uma aula experimental gratuita, da oferta da taxa de inscrição e de 5% de desconto do preçário base em serviços de apoio escolar (estudo acompanhado e explicações em grupo). Para mais informações sobre os Ginásios de Educação Da Vinci, clique aqui.

A Comfort Keepers é uma rede de empresas de prestação de serviços de apoio domiciliário que optimiza a independência, a qualidade de vida e o bem-estar dos seus clientes. Delineados para auxiliar seniores e outros a manterem níveis adequados de independência no conforto das suas próprias casas, os cuidados interativos abrangem quatro áreas que se interrelacionam: estimulação cognitiva, atividade física, uma alimentação equilibrada e segurança. Este protocolo destina-se aos artistas cooperadores da GDA e respetivos familiares diretos, aplicando-se o usufruto destes serviços na área do grande Porto. Para mais informações sobre a Comfort Keepers, clique aqui.

(c) Fotografia: Gymboree

8 artistas portugueses no Eurosonic 2017

Depois de Marta Ren, primeira artista nacional anunciada neste evento através da parceria histórica entre o festival holandês, a Why Portugal e a Antena 3, são agora revelados mais oito artistas nacionais que integram o alinhamento do Eurosonic Noorderslag 2017 no ano em que Portugal será o país de destaque: The Gif, Dj Ride, Gisela João, Glockenwise, Memória de Peixe, Neev, :Papercutz e We Bless This Mess. Estes artistas, selecionados pela equipa de programação do Eurosonic Noorderslag a partir de mais de 200 candidaturas de projectos portugueses, integram o alinhamento de concertos do evento com espetáculos ao vivo de 11 a 14 de Janeiro de 2017.

Esta é a missão que reúne mais esforços por parte do WHY Portugal, plataforma de divulgação de repertórios e de artistas nacionais dedicada a a apresentá-los a novos mercados e audiências com o objetivo de potenciar a sua internacionalização, naquele que é considerado o maior festival europeu de showcase de novos talentos da música. Nas palavras de Nuno Saraiva do WHY Portugal “ser contry focusno Eurosonic Nooderslag 2017 é a melhor oportunidade para conectar a nova música que se faz em Portugal e os novos mercados, introduzindo a diversidade de estilos musicais que se fazem agora no nosso país a uma audiência mais internacional”.

Nuno Saraiva revela ainda que a organização do WHY Portugal está “entusiasmada por dar a conhecer a nova música portuguesa na Holanda. Há tantos bons artistas hoje em dia em Portugal que é, sem dúvida, um trabalho árduo para a organização do Eurosonic escolher quais os melhores para se apresentarem diante a indústria musical e uma audiência europeia”.

Alguns dos artistas selecionados para participarem do Eurosonic 2017 apresentam-se ao vivo no Musicbox, em Lisboa, nos dias 9 e 10 de Novembro, revertendo o valor dos bilhetes a favor das bandas de forma a contribuir para a sua presença no maior festival e feira profissional de música da Europa.

GDA e Fundação GDA apresentam novas imagens gráficas

A GDA e a Fundação GDA, na prossecução dos respetivos planos estratégicos de comunicação, estão desde o passado dia 9 de Janeiro a utilizar as novas imagens gráficas. Estas imagens foram desenhadas pela GBNT – Shopping Communication e apresentadas ao público na Cerimónia de Entrega de Prémios de Ator de Cinema, atribuídos pela Fundação GDA no passado dia 23 de Novembro, no Teatro da Trindade.

A imagem da GDA, tem como principais fundamentos para a sua criação o palco, a gestão dos direitos (GD) e os Artistas (A), pretendendo aludir à representação do palco enquanto elemento nobre dos artistas, que lhes serve como chão que os permite brilhar e que orienta o seu caminho. A sua representação simplificada reforça a importância de um teto e a elevação do chão através do palco. É uma moldura para a obra que se mostra ao mundo. Sobre o palco temos a Gestão dos Artistas (GD), que assume um papel protetor, defensor, sustentado e informado da GDA que observa atentamente, guiando cada artista na sua área.

Por outro lado, os Artistas (A) assumem um papel central: o da expressão artística dos protagonistas, pois é deles que se trata — dos atores, dos bailarinos e dos músicos, juntos no mesmo palco através da GDA.

No caso da Fundação GDA, a base da criação da nova imagem é a plateia e o sorriso. Pretende-se, assim, fazer referência à representação de uma plateia através de uma perspetiva de topo, mantendo num outro prisma o simbolismo representado pela nova marca da GDA, alinhada com a alusão ao palco. O sorriso remete para a componente emocional e relacional da Fundação GDA, uma entidade cuja missão de valorização e dignificação do trabalho e das carreiras dos artistas se concretiza através de um conjunto de programas e iniciativas focados na ação cultural, na ação social, na ação institucional e na formação e desenvolvimento.

Juntos no mesmo palco from Fundação GDA on Vimeo.

Calendário de concursos de apoio para 2017

No âmbito da sua missão, a Fundação GDA procura valorizar e dignificar o trabalho e as carreiras dos artistas – músicos, atores e bailarinos – através de programas de apoio e bolsas de formação nestas áreas artísticas.

Em 2017, os programas de apoio voltam a contemplar cinco áreas principais de intervenção através de procedimentos por concurso, redistribuindo recursos e providenciando meios de apoio à criação, difusão e organização de eventos artísticos, e à formação e desenvolvimento.

O aviso de abertura e os regulamentos específicos de cada um dos concursos serão publicados no website da Fundação GDA com um mês de antecedência em relação às datas previstas para o início das candidaturas:

Apoio a Espetáculos de Teatro e Dança

Este programa visa apoiar a produção e apresentação pública de projetos nos domínios do teatro, da dança e dos cruzamentos disciplinares.
Datas de candidatura: 13 de Fevereiro a 9 de Março de 2017

Apoio à Edição Fonográfica de Intérprete

Este programa visa apoiar projetos de edição fonográfica de intérprete suportando os custos relacionados com a gravação e produção de novas obras fonográficas.
Datas da 1.ª fase de candidatura: 13 a 31 de Março de 2017
Datas da 2.ª fase de candidatura: 11 a 29 de Setembro de 2017

Apoio à Circulação de Espetáculos

Este programa visa apoiar a apresentação pública de projetos de música, teatro e dança em Portugal e no estrangeiro, tendo em vista a circulação de espetáculos e artistas.
Datas da 1.ª fase de candidatura: 3 a 21 de Abril de 2017
Datas da 2.ª fase de candidatura: 25 de Setembro a 13 de Outubro de 2017

Apoio a Bolsas de Qualificação e Especialização

Este programa visa estimular a especialização e formação contínua dos artistas intérpretes através da atribuição de bolsas de estudo com uma duração mínima de 3 meses e máxima de 1 ano.
Datas de candidatura: 10 de Abril a 5 de Maio de 2017

Apoio a Curtas-metragens

Este programa visa apoiar a produção de curtas-metragens de ficção nacionais, tendo em vista a promoção e profissionalização do trabalho realizado pelos artistas intérpretes nestas obras.
Datas de candidatura: 24 de Abril a 19 de Maio de 2017

© Susana Neves: Imagem do espetáculo FM (Featuring mortuum) de Cristina Planas Leitão, apoiado no âmbito do programa de Apoio aos Espetáculos ao Vivo e Tournée de 2015.

Abertura de candidaturas para Plataformas Europeias do Europa Criativa

Programa Comunitário

Europa Criativa

Gestão Direta da União Europeia

Subprograma/ Tipologia/ Domínio de Intervenção

Subprograma CULTURA

Objetivos

  • Promover a mobilidade e visibilidade de artistas e obras.
  • Promover o desenvolvimento de talentos emergentes.
  • Objetivos orientados numa perspetiva “business to consumer”, sendo que a prioridade é dada à identificação e visibilidade de artistas emergentes.
  • Ajudar a aumentar o reconhecimento e visibilidade de artistas e criadores através de implementação de atividades de comunicação e de estratégias de branding.
  • Contribuir para o aumento de “Audience Development” através do uso de TI e abordagens inovadoras.
  • Estimular uma programação a nível europeu de atividades culturais (eventos, touring, exposições, festivais, etc).

Aviso

ACEA 06/2017 referente ao Apoio a Plataformas Europeias do Subprograma Cultura

Data Limite para apresentação de candidaturas

06 de Abril 2017 , às 11h00 (12h00 de Bruxelas)

Informação suplementar

  • O programa está aberto a plataformas compostas por uma entidade coordenadora e um mínimo de dez organizações membros que desenvolvam a sua atividade nos setores cultural e criativo que estejam legalmente estabelecidas num dos países participantes do subprograma Cultura.
  • A entidade coordenadora deve poder comprovar a sua existência enquanto entidade dotada de personalidade jurídica há pelo menos 2 anos à data do termo do prazo para a apresentação de candidaturas.
  • As organizações membros devem estar legalmente estabelecidas em, no mínimo, dez países participantes diferentes, dos quais cinco, pelo menos, devem ser Estados-Membros da União Europeia ou países da AECL.
  • O apoio a Plataformas Europeias do Subprograma Cultura abriu uma primeira vez no início de programa e agora em 2017 e não existem previsões de mais avisos nesta área durante o atual período de programação (até 2020).
  • Este programa destina-se a candidaturas em parceria, pelo que é fundamental explorar a pesquisa de parceiros internacionais.
  • Para entidades que nunca participaram neste programa ou neste domínio – Apoio a Plataformas Europeias – e face ao número de parceiros e a robustez da candidatura, uma possibilidade de participação poderá ser a tentativa de encontrar Plataformas Europeias já em funcionamento que pretendam associar nas novas candidaturas parceiros do sul da Europa. Para este efeito pode ser efetuada pesquisa na base de dados da Comissão Europeia sobre projetos anteriormente apoiados (com identificação dos parceiros envolvidos).

Regiões Elegíveis em Portugal

Todas as regiões

Link para o Aviso

Clique aqui

Link para o Programa

Clique aqui

Outras informações

Algumas possibilidades a explorar na pesquisa de parceiros:

  • Visita às bases de dados do Creative Europe Desks do Reino Unido e de Itália. Nestas bases de dados, poderá divulgar o seu projeto ou pesquisar entidades interessadas em participar em projetos de diferentes naturezas. Caso esteja interessado em contactar um parceiro da Eslovénia, consulte também a base de dados do Creative Europe Desk Eslovénia.
  • Poderá optar pela divulgação da informação sobre a procura de parceiros para todos os Creative Europe Desks, em documento próprio, o qual será reenviado pelos respetivos balcões os contactos da sua mailling list. Em caso de interesse, contacte o balcão da Europa Criativa em Lisboa através do seguinte endereço: susana.costapereira@europacriativa.eu.
  • Visita à página do Creative Europe no LinkedIn, onde organizações trocam ideias e anunciam procura de parceiros.

Workshops de preparação para candidaturas ao Programa Erasmus+

A Agência Nacional Erasmus+ Educação e Formação organiza sessões de informação e apoio às instituições que queiram apresentar candidaturas ao Programa Erasmus+.

Estas sessões serão dinamizadas sob a forma de workshop / trabalho colaborativo, em que os participantes terão oportunidade de explorar o conteúdo dos formulários de candidatura, as orientações técnicas e as tabelas a utilizar.

Ações – Chave Setor

  • KA201 e 219 Ensino Escolar
  • KA202 Ensino e Formação Profissional
  • KA203 Ensino Superior
  • KA204 Educação de Adultos

Locais e datas

As sessões realizam-se entre as 09.30 e as 17:00 horas.

Lisboa
Data: 15 de fevereiro
Local: Universidade Lusófona Campo Grande, 376
Inscrições: clique aqui

Covilhã
Data: 17 de fevereiro
Local: Universidade da Beira Interior, Convento de Sto. António, 6201-001 Covilhã
Inscrições: clique aqui

Monção
Workshop Transfronteiriço Erasmus+
Data: 20 e 21 fevereiro
Inscrições:clique aqui

Loulé
Data: 24 de fevereiro
Local: Escola Secundária de Loulé, Avenida Laginha Serafim, 8100-740, Loulé
inscrições: clique aqui

Para eventuais esclarecimentos poderá contactar a Agência Nacional através do correio eletrónico: comunicacao@erasmusmais.pt

Circulação de espetáculos

Programa de apoio à apresentação pública de projetos de música, teatro e dança, em Portugal e no estrangeiro, tendo em vista promover a circulação de espetáculos e artistas e favorecer a divulgação e desenvolvimento da sua carreira profissional.