22 mar

Candidaturas ao Programa de Apoio a Curtas-Metragens abrem a 22 de abril

As candidaturas ao Programa de Apoio a Curtas-Metragens da Fundação GDA abrem a 22 de abril e decorrem até 17 de maio. O montante máximo a distribuir ascende, este ano, aos 150.000 €, podendo o montante máximo a atribuir a um projeto chegar aos 7.500 €.

A Fundação GDA orçamentou para 2019 um montante de 150.000 € destinado ao seu Programa de Apoio a Curtas-Metragens, que decorrerá entre 22 de abril e 17 de maio. O valor máximo de apoio a atribuir por projeto, no âmbito deste concurso, é de 7.500 €, cabendo aos candidatos indicarem o montante de apoio solicitado, até ao patamar máximo admitido.

Este concurso apoia a produção de curtas-metragens de ficção nacionais, tendo em vista a promoção e profissionalização do trabalho realizado pelos artistas intérpretes nestas obras, favorecendo a divulgação e desenvolvimento das suas carreiras profissionais e artísticas.

O apoio financeiro é atribuído a título de comparticipação nas despesas ou encargos dos projetos com artistas intérpretes ou executantes, nomeadamente cachets, viagens, estadias, alimentação ou transportes.

Os candidatos apoiados terão um prazo máximo de 12 meses para finalizarem as suas curtas-metragens, estando obrigados a exibir publicamente as obras apoiadas no prazo máximo de 18 meses a contar da data da assinatura do contrato.

As candidaturas a este concurso são feitas exclusivamente online, através do Portal do Artista.

Para mais informações, consulte o Aviso de Abertura deste concurso, o Regulamento Geral dos apoios da Fundação GDA e o Regulamento Específico do concurso.

 

 © Imagem do filme A Era das Ovelhas, curta-metragem de animação de Eva Mendes, Joana DeRosa e Sara Augusto, com produção do Anexo 82. Projeto apoiado pela Fundação GDA no âmbito do concurso de apoio a Curtas Metragens de 2017

Palavras-Chave

Partilhar