14 fev

Candidaturas ao Fundo de Apoio ao Cinema 2019 abertas até 15 de março

Os projetos de filmes em fase de pós produção (alinhamento ou montagem quase finalizada) da autoria de realizadores portugueses (ou de estrangeiros com residência permanente em Portugal) e com produção portuguesa, podem candidatar-se à edição de 2019 do Fundo de Apoio ao Cinema até ao dia 15 de março.

O Fundo de Apoio ao Cinema é uma iniciativa da IndieLisboa – Associação Cultural e tem como objetivo funcionar como um instrumento complementar de apoio à pós-produção de filmes portugueses. A iniciativa teve a sua primeira edição em 2011, durante o período de maiores dificuldades para a atividade cinematográfica.

O fundo foi constituído por um conjunto de parceiros associados e concebido como um instrumento adicional de apoio aos financiamentos existentes em Portugal, com uma periodicidade anual. Em 2019, a Fundação GDA renova a sua parceria através do apoio para Bandas Sonoras, juntando-se aos habituais parceiros: IndieLisboa – Associação Cultural, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT), Digital Mix Música e Imagem e saudando os dois novos parceiros desta edição – The Yellow Color, um novo estúdio de pós produção de imagem fundado por Marco Amaral e a Portugal Film – Agência Internacional de Cinema Português que participará para mostrar a agentes internacionais (programadores, distribuidores e críticos) os trabalhos em fase de work-in-progress em sessões privadas especialmente organizadas para estes convidados internacionais.

Os projetos de filmes em fase de pós produção (alinhamento ou montagem quase finalizada) da autoria de realizadores portugueses (ou de estrangeiros com residência permanente em Portugal) e com produção portuguesa, podem candidatar-se à edição de 2019 do Fundo de Apoio ao Cinema até ao dia 15 de março.

Entre os apoios concedidos contam-se o valor de € 1.500,00 atribuído a um documentário, no âmbito do apoio DocNomads (ULHT); serviços de pós-produção de som para dois filmes (uma longa-metragem e uma curta-metragem) pela Digital Mix Música e Imagem; €6.000,00 para criação de bandas sonoras, premiando uma longa-metragem (€4.000,00) e uma curta-metragem (€2.000.00), ou, em alternativa, três curtas-metragens (cada uma com €2.000,00) atribuídos pela Fundação GDA e finalmente apoio à pós produção de imagem (2 dias de estúdio) pela The Yellow Color.

Os projetos candidatos podem ser curtas ou longas-metragens, independentemente do seu género (ficção, documentário, animação ou experimental), em fase de pós-produção, no momento da candidatura. A grande novidade do Fundo de Apoio ao Cinema 2019 é que os projetos candidatos podem ter obtido outros apoios (nomeadamente do ICA ou da Fundação GDA), havendo uma quota de 50% garantida para projetos de baixo orçamento (ver regulamento).

Uma comissão constituída por elementos de todas as entidades parceiras na edição de 2019 escolherá 8 projetos (de todas as candidaturas válidas recebidas) até ao dia 5 de abril de 2019. Estes 8 projetos pré-selecionados serão posteriormente apresentados perante um júri internacional, durante a realização do festival IndieLisboa, no âmbito do qual irão realizar um pitching de apresentação e serão visionados os excertos dos trabalhos. A decisão final será conhecida no dia seguinte ao da realização do pitching e podem ser apoiados um máximo de 4 projetos.

As candidaturas devem ser efetivadas através do envio de um pdf (único) com a ficha de inscrição e todos os restantes documentos pedidos ao cuidado de Carlota Gonçalves para o e-mail fundo@indielisboa.com.

Regulamento

Clique aqui para aceder

Formulário de Inscrição

Clique aqui para aceder
 

© Imagem retirada do filme O Mar Enrola na Areia, de Catarina Mourão, apoiado pela Fundação GDA em 2017.

Palavras-Chave

Partilhar