10 set

Abriu a 2.ª segunda fase do concurso de Apoio à Edição Fonográfica de Intérprete

As candidaturas à 2.ª segunda fase do programa de Apoio à Edição Fonográfica de Intérprete 2018 abrem, esta segunda-feira, 10, e decorrem até 28 de setembro.

A 2.ª fase do programa Apoio à Edição Fonográfica de Intérprete 2018, abriu, esta segunda-feira, 10 de setembro, e decorrerá até ao dia 28, devendo os artistas interessados submeter, até essa data, as suas candidaturas através do Portal do Artista.

Condições excecionais permitiram à Fundação GDA aumentar substancialmente a dotação orçamental destinada a este concurso. Dessa forma, tal como aconteceu na 1.ª fase, foi orçamentado, para a segunda, um valor global de € 150.000,00, em vez dos € 75.000,00 inicialmente previstos. Este incremento possibilitará igualmente um crescimento do número de projetos apoiados face ao programado.

Assim, nesta fase, poderão ser apoiados 45 projetos – 15 dos quais com o valor unitário de €5.000,00 e 20 com €2.500,00.

Recorde-se que este concurso visa apoiar projetos de edição fonográfica de intérprete, suportando os custos relacionados com a gravação e produção de novas obras fonográficas. Com ele, a Fundação GDA pretende dinamizar o mercado editorial da música portuguesa, estimular a diversidade das expressões musicais e facilitar o acesso e o usufruto dos cidadãos à criatividade musical.

Uma vez apoiadas, as candidaturas terão de, obrigatoriamente, concluir a produção integral do fonograma no prazo máximo de 18 meses a contar da data de notificação da atribuição do apoio.

À 1ª fase do programa concorreram 132 projetos, tendo o júri independente deliberado o apoio a 45, pelos quais foi distribuído o montante global de € 150 000, 00.

Todas as informações sobre este concurso estão disponíveis online (clique aqui), bem como o Regulamento Geral 2018 de candidatura aos apoios da Fundação GDA e o Regulamento Específico deste programa.

Palavras-Chave

Partilhar