Catálogo das Edições Fonográficas

Tânia Valente

Biografia

Tânia Valente (soprano)

Doutorada em Música e Musicologia, ramo de Interpretação, pela Universidade de Évora, a soprano Tânia Valente divide a sua carreira artística com a de docente na Escola de Música do Conservatório Nacional e de investigadora no CESEM-NOVA/FCSH e CET-FLUL. Fez os seus estudos musicais no Instituto Gregoriano de Lisboa (curso complementar de Canto Gregoriano) e na Escola Superior de Música de Lisboa (Licenciatura em Canto). É licenciada em Línguas e Literaturas Modernas: Estudos Ingleses e Alemães (FLUL). Detém o grau de LGSM (Licenciate by the Guildhall School of Music and Drama) obtido através do Trinity College. Estudou canto com Helena Afonso, Ana Paula Russo, Marina Ferreira, Luís Madureira, Elsa Saque, Ana Ester Neves, Lúcia Lemos e Elvira Ferreira. Frequentou ainda Masterclasses com Jeanette-Fávaro Reuter e Walter Moore (ESML), Mara Zampieri (EMCN), Tom Krause (FCG), Enza Ferrari, Ivonne Minton, Elsa Saque, José de Oliveira Lopes , João Lourenço e Flávio Carvalho.

Como solista em ópera, foi “Fanny” em O Tanoeiro de Thomas Arne, “2ªDama” na Flauta Mágica de Mozart e “Sebastiana”, numa versão portuguesa da sua autoria da ópera Bastien und Bastienne de Mozart.

Para além de se apresentar regularmente em recitais, é membro do Coro Gulbenkian desde 2005. Os seus interesses de investigação compreendem a ciência vocal e as relações entre Música e Literatura. É colaboradora da revista “Glosas” e autora do livro “A Língua Portuguesa no Canto Lírico: contexto histórico e relações entre técnica e fonética”.

Em 2017 lança o seu primeiro disco, "Gustavo Romanoff Salvini: Cancioneiro Musical Português" com o pianista Bernardo Marques e o apoio da Fundação GDA. Este disco nasce da sua investigação em torno da vida e obra deste compositor e professor de Canto, pioneiro na área da música em Língua Portuguesa.

Bernardo Marques (pianista)

Natural de Lisboa, Bernardo Marques realizou os seus estudos musicais na Escola de Música Nossa Senhora do Cabo, tendo terminado o Curso de Piano em 2009 com a máxima classificação, na classe da professora Madalena Reis. Nesta escola, a sua formação passou ainda pelo canto, pela ópera, música antiga (cravo e baixo contínuo) e música contemporânea. Em 2012, concluiu a licenciatura em Piano na Escola Superior de Música de Lisboa, onde trabalhou com Jorge Moyano. Atualmente, prossegue os seus estudos de piano com Artur Pizarro e de música de câmara com Olga Prats.

Conquistou o 1º Prémio do Nível Superior de Piano no 14º Concurso Internacional Cidade do Fundão e o Prémio de Melhor Pianista Acompanhador no 8º Concurso de Canto Lírico da Fundação Rotária Portuguesa, entre outros.

Tem trabalhado frequentemente como pianista acompanhador e correpetidor, destacando-se participações no Festival Vocalizze, no Festival Coral de Verão, no Curso Internacional de Música Vocal de Aveiro (Curso de Ópera), bem como colaborações com a Fundação Gulbenkian (Coro, Orquestra, Concertos Participativos e ENOA).

Paralelamente ao piano, estudou direcção coral e orquestral com os maestros Paulo Lourenço e Henrique Piloto, respectivamente. Tem trabalhado em Masterclass com diversos maestros, como Dr. Eugene Rogers, Dr. Brett Scott, Jean-Sébastien Béreau e Ernst Schelle, estudando actualmente com o maestro Jean-Marc Burfin. Em 2013, começou a especializar-se em ópera com Elena Dumitrescu-Nentwig. Sob a sua orientação, fundou a companhia Nova Ópera de Lisboa, juntamente com a soprano Alexandra Bernardo.

Participou recentemente na digressão europeia do espectáculo “Prelúdio” de Gilberto Gil, com a orquestra Nova Ópera de Lisboa.

Apresenta-se regularmente em público a solo, em formações diversas ou como maestro.

Alexandra Bernardo (soprano convidada, diretora artística)

Concluí o curso de canto na EMNSC com a máxima classificação, sob orientação de Joana Levy. Em Masterclass trabalhou com Montserrat Caballé, Jill Feldman, Nico Castel, Ricardo Estrada, João Lourenço, Pierre Mak e João Paulo Santos.

Tem-se apresentado frequentemente em ópera, concerto e recital em Portugal e Europa.

Conquistou o 1º Prémio e o Prémio do Público no 8º Concurso de Canto Lírico da Fundação Rotária Portuguesa, o 2º Prémio e Prémio do Público do 15º Concurso de Interpretação do Estoril, o 3º Prémio no 1st Barcelona Music Festival Competition, entre outros.

Continua a sua especialização em Ópera e Lied com Elena Dumitrescu Nentwig.

É membro fundador da companhia Nova Ópera de Lisboa.

Pedro Nascimento (tenor convidado)

Iniciou os seus estudos no Conservatório do Porto, na classe de Palmira Troufa.

Licenciou-se na ESML nas classes da Elsa Saque e Sílvia Mateus.

Colaborou como coralista com o Círculo Portuense de ópera, estúdio de ópera da Casa da Música, Companhia Portuguesa de ópera e Coro Gulbenkian. Integrou o elenco do musical Amália de Filipe La Féria. Apresenta-se frequentemente como solista em ópera e oratória.

Frequentou o 2º ano de Mestrado em Itália na classe de Sílvia Raballi.

Frequentou cursos de direção coral com Paulo Lourenço, Eugeno Rogers, Stephan Cokere Elisenda Carrasco.

Foi professor no Conservatório regional de Évora. É atualmente professor e maestro no Conservatório do Montijo e na Golegã.

Ana Filipa Luz (pianista convidada)

Estudou no Conservatório de Música Choral Phydellius em Torres Novas, e no Conservatório Regional de Música da Golegã, onde trabalhou com Alexei Eremine, Luís Batalha e Ian Mikirtoumov, na classe de Piano, e Guenrik Elessine e Ian Mikirtoumov na classe de Música de Câmara. É licenciada em Música - vertente de Piano, pela Universidade de Évora, tendo estudado com a Elizabeth Allen (piano), e com João Lucena e Vale, João Vaz, Eduardo Sirtori e Anabela Malarranha em Conjunto Vocal e Instrumental. Actualmente, é Mestranda em Música – Interpretação em piano, na Universidade de Évora, integrando a classe de Pedro Burmester (Piano) e Paul Wakabayashi (Música de Câmara).

Frequentou a 2ªMaster Class ISEIT em Interpretação Musical – Piano orientada por Filipe Pinto-Ribeiro. Colaborou com a Orquestra do Algarve, num dos concertos do ciclo "Concertos Promenade", em Évora. Participou a solo e em música de câmara, na formação de quinteto de cordas com piano, na rubrica “Concertos Abertos” da Antena 2. Com o mesmo quinteto, realizou um concerto integrado no ciclo “Música nos Claustros” em Évora, interpretando obras de Brahms e Dvorak. Realiza com alguma frequência recitais em diversas formações camerísticas um pouco por todo o país.