Catálogo das Edições Fonográficas

Cavantine Duo

Biografia

Miguel Fernandes iniciou os seus estudos musicais na Escola Profissional de Artes da Covilhã no ano 2000 com os professores Miguel Matias e Filipe Quaresma. Entre 2004 e 2009 frequentou o curso de Instrumentista de Orquestra na classe do professor Paulo Gaio Lima na ANSO. Em 2009 foi aceite na Royal Academy of Music, em Londres, onde lhe foi atribuída uma bolsa de estudo. Frequentou também Masterclasses com Truls Mork, Steven Doane, Colin Carr, David Finckel, Kathryn Stott, Márcio Carneiro, Xavier Gagnepain, Natália Shakovskaya. Foi laureado em vários concursos tais como: Júlio Cardona, International Forum of Music Interpretation e Prémio Jovens Músicos. Em 2007 executou o Concerto Triplo em Dó Maior, de Beethoven, com a Orquestra Sinfónica da ANSO.

Gravou, também, regularmente para a RDP: Sonata para Violoncelo e Piano, de Prokofiev, Cinco Peças de carácter popular, de Schumann, Trio em Sol menor, de Smetana, Sonata para Violoncelo e Piano em Sol menor, de Rachmaninov, Sonata para Piano e Violoncelo em Fá maior, de Brahms e Elégie, de Fauré.

Em 2011 e 2012 concluiu na Royal Academy of Music o Master of Arts e o PG Cert., respectivamente, ambos com distinção, na classe do professor David Strange, tendo recebido o Vivian Joseph Postgraduate Prize. Nesta instituição pertenceu ao Manson Ensemble, RAM Soloists e ainda Academy Cello Ensemble.

Miguel foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e Gestão dos Direitos dos Artistas. Tem realizado recitais em várias salas de concerto algumas delas de grande prestígio como o Wigmore Hall e Duke’s Hall, Royal Festival Hall, Grande auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, Casa da Música, entre outras.

Em 2012 conquistou o 1º lugar na 26º edição do concurso Prémio Jovens Músicos na categoria de Música de Câmara nível Superior.

Em 2014 realizou com o Cavatine Duo uma Gravação discográfica das obras de Janáček, Miaskovsky e Poulenc, para violoncelo e piano.

Miguel tem também colaborado com algumas das principais Orquestras do panorama musical português e Internacional, como a City of Birmingham Symphony Orchestra, Philharmonia Orchestra, Bilbao Orkestra Sinfonikoa, Orquestra Gulbenkian, Orquestra Sinfónica Casa da Música, Remix Ensemble Casa da Música e Orquestra Metropolitana de Lisboa.

Durante os últimos anos Miguel tem também trabalhado com maestros famosos – Semyon Bychkov, Trevor Pinnock, Mirga Grazinyte-Tyla, Yan Pascal Tortelier, Eliahu Inbal, Leif Segerstam, Pablo Heras Casado, Christopher Seaman, Kees Bakels, Takuo Yuasa, Michail Jurowski, Ainars Rubikis.

A partir de Outubro de 2017 irá integrar como Sub-Principal a City of Birmingham Symphony Orchestra.